• Maismedicina.com.br

HPV em homens

Atualizado: 13 de Fev de 2018

Pelo Urologista Dr Luiz Luna Barbosa


HPV é extremamente prevalente entre os homens. Estima-se que a maioria dos homens (até 90% em alguns estudos) que tiveram mais de uma relação sexual desprotegida (sem preservativo) ao longo da vida, estejam infectados pelo vírus do HPV, porém apenas uma PEQUENA PROPORÇÃO destes vai desenvolver a Verruga Genital. Os homens infectados e que apresentam a verruga (condiloma) são aqueles cujo o DNA do vírus atingiu a camada basal da pele, ou seja, a camada mais profunda. Os homens infectados cuja as células da membrana basal não apresentam o DNA viral, nunca desenvolverão a verruga genital. Logo a PENISCOPIA É DESNECESSÁRIA para o diagnóstico. Ainda mais, para afirmar a inutililidade da peniscopia no diagnóstico do HPV, a coilocitose, que acreditava-se ser patognomônica da Infecção por HPV (família Papovavirus), não é mais,ou seja, outras infecções virais da região genital podem levar a este achado histológico sem estar relacionado ao HPV. Os homens capazes de transmitir o HPV são aqueles que apresentam a verruga macroscopicamente evidente. Os trabalhos mostram que a chance de infectar a parceira(o) quando não existe a lesão (verruga) é mínima, e a mulher transmite mais facilmente o HPV para o homem que a situação oposta (comportamento oposto ao do HIV). A vacina do HPV deve ser indicada para todos os homens com prática homoafetiva, mesmo que já infectados, por diminuir a possibilidade de câncer de borda anal, que é mais comum nesta subpopulação de pacientes.

Mais medicina