• Maismedicina.com.br

Pequenos ajustes que podem fazer toda a diferença na sua vida.

Pelo Fisioterapeuta Quiropráxico e especialista em coluna vertebral Natã Ramalho

A quiropraxia é uma especialidade da fisioterapia que visa diagnosticar e tratar lesões provenientes do mau posicionamento articular. Esse termo às vezes é interpretado de maneira errônea, já que imaginamos que algo “saiu” do lugar. Tudo está no local, porém, os movimentos articulares é que estarão alterados, sendo estes corrigidos ou desbloqueados, como chamamos na quiropraxia. Pensando na coluna, quando uma vértebra perde um ou mais de seus movimentos acaba por gerar um efeito em cascata, sempre degenerativo. A restrição do movimento articular diminui a dissipação de forças entre as estruturas, gerando sobrecarga local e aumento de pressão sobre as raízes nervosas.


Cada raiz nervosa é responsável pela parte sensitiva e motora de alguma região do corpo. Então, bloqueios articulares entre as vértebras lombares L3 e L4, poderiam alterar as respostas do nervo femoral, responsável pela sensibilidade e força do músculo quadríceps, que fica na porção anterior da coxa. Dificuldade para andar e gerar hipertrofia, dores na coxa, tensões musculares em excesso, podem ser resultados desse simples bloqueio articular que com o passar do tempo vai aumentando suas consequências no corpo.


Dessa forma, a quiropraxia pode ser usada para restaurar qualquer movimento do corpo, sendo utilizada para tratamento de dores na coluna, cabeça, pés, mãos, joelhos. Após os desbloqueios articulares podem-se ouvir alguns estalos. Isso ocorre em virtude da liberação de alguns gases presentes no interior da cavidade articular. Nem sempre esse som estará relacionado com a eficiência da técnica, sua eficiência resultará da avaliação feita de maneira cuidadosa por um profissional da área.

Mais medicina