• Maismedicina.com.br

Reposição de Testosterona no idoso

Atualizado: 13 de Fev de 2018

Pelo Urologista Dr Luiz Luna Barbosa

CONTRA-INDICAÇÕES PARA A REPOSIÇÃO DE TESTOSTERONA EM HOMENS APÓS OS 50 ANOS (hipogonádicos tardios): Toque Retal Suspeito (endurecimento ou nódulo na próstata ao Exame Retal Digital), PSA >4,0 ng|dl, PSA> 3,0 ng/dl em Pacientes com história familiar positiva para Câncer de Próstata- parentes de primeiro grau- e em pacientes da raça negra, Pacientes com cinética de crescimento anual de PSA > 0,75 ng/dl/ano, Tumor de Próstata Metastático, Câncer de Mama Masculino, Insuficiência Cardíaca Graus III/IV, Apnéia do Sono Obstrutiva Grave (muitas pausas inspiratórias), Hematócrito > 50% (cuidado especial em pacientes grandes tabagistas, pelo risco de eritrocitose já existente, secundária a hipoxemia crônica decorrente da baixa reserva pulmonar pelo fumo) e pacientes que foram submetidos a revascularização miocárdica em um intervalo inferior a 6-12 meses (discrepância entre diferentes autores). A Hiperplasia Prostática Sintomática (IPSS moderado-acentuado) e o Câncer de Próstata devidamente tratado (se o médico tem a certeza de que não existe recidiva bioquímica-elevação de PSA após tratamento curativo) NÃO SÃO MAIS contra-indicações para a reposição de testosterona em pacientes acima dos 50 anos.



Mais medicina